📢 Broadcast em assistentes virtuais: uma arma poderosa para fidelização, upsell e experiência do cliente.

📢 Broadcast em assistentes virtuais: uma arma poderosa para fidelização, upsell e experiência do cliente.

Broadcast nada mais é que transmitir algo em larga escala. Os primeiros broadcasts foram as transmissões de rádio, mas não há consenso entre os historiadores sobre o inventor da tecnologia de transmissão de som por ondas de rádio. Alguns afirmam que foi o italiano Guglielmo Marconi, no fim do século XIX, outros dão os louros a Nikola Tesla, já que Marconi usou em seu projeto 19 patentes de Tesla, que 1891 experimentava uma torre capaz de transmitir sinais a longas distâncias.

Nicola Tesla, para muitos, o pai do rádio.

As transmissões pelo rádio difundiram sons para pessoas de todos os cantos através de ondas e antenas. Digamos que este modo de comunicação revolucionou a história do mundo.

Imagine o que as novas tecnologias não podem fazer por sua empresa.

O conceito de Broadcast atravessou os anos, foi se tornando ainda mais relevante e se aproximando cada vez mais das pessoas. Hoje podemos receber uma transmissão na palma da mão, pelo whatsapp, uma mensagem ativa de uma marca oferecendo um produto, promoção, serviço, dando um aviso ou uma informação importante, basta usar a criatividade.

Broadcasts para chatbots 🤖

Através da assistência digital, utilizando a plataforma da Guide121, é possível impactar os hóspedes de um hotel, por exemplo, com uma oferta de jantar no restaurante, uma atração radical ou um late check-out.

Nos chatbots, o broadcast, assim como em listas de e-mail marketing, necessita do opt-in, a autorização para receber as mensagens ativas. Após a autorização, e seguindo algumas regras, as mensagens podem ser enviadas.

A partir desse momento, há um canal aberto entre a empresa e o cliente.

Regras para o envio de Broadcasts 📑

Como dissemos, é necessária a autorização do cliente para o envio das mensagens ativas, são regras pensadas justamente para evitar que as marcas passem a incomodar os clientes com mensagens invasivas.

✅ Opt-In: De acordo com as políticas do WhatsApp API, para que possamos enviar mensagens ativas, é necessário que os os usuários tenham concordado em recebê-las da Assistente Digital. Por conta disso, na audiência para o envio do Broadcast serão contabilizados apenas os usuários que deram o opt-in.

✅ Últimas 24 horas: Também é uma regra das políticas de privacidade do WhatsApp API. Só receberão mensagens ativas aqueles que interagiram com a Assistente Digital nas últimas 24 horas e que deram opt-in (confirmaram que aceitam receber mensagens da assistente).

Bom senso 😉

Um ponto importante, é saber dosar a quantidade de broadcasts e evitar ser invasivo nas mensagens, o cliente também deve se sentir à vontade para dizer não ao opt-in a qualquer momento.

Um bom modo de ser assertivo no teor das mensagens do seu broadcast é imaginar se aquilo realmente será útil para o cliente.

Saber como se comunicar, ter bom senso com a quantidade de mensagens e utilizar os gatilhos certos vai facilitar sua estratégia. Diversas técnicas e boas práticas são utilizadas no momento de enviar um broadcast e isso pode ser decisivo na fidelização do cliente.

Segmentar é preciso 🎯

Hoje em dia as ferramentas de marketing eficazes focam na segmentação. Quanto mais personalizada a mensagem, mais chance de converter em venda e fidelizar.

Através das tags, podemos dividir a base de clientes enviando mensagens mais assertivas, como por exemplo boas-vindas na chegada para os clientes que farão check-in ou uma promoção especial para aqueles que ainda não agendaram o jantar.

Pessoas são únicas e requerem soluções únicas.

Dessa forma, a possibilidade de surpreender um cliente gerando um momento inesquecível é muito grande, tudo isso sem necessitar grande esforço e tempo da equipe, com poucos cliques é possível agendar ou realizar um broadcast personalizado.

O poder da palavra 🖊

Mas não basta ter as melhores estratégias, segmentar e contar com uma ferramenta poderosa, se não souber usar bem as palavras. O broadcast promocional, por exemplo, além de ser oportuno, tem que ser instigante, ter bons CTAs, ser fluido e ter sintonia com o cliente.

Para isso é necessário trabalhar o tom de voz para que comunique bem a marca e ao mesmo tempo fale a língua do público. Diferente de um anúncio ou e-mail, por ser conversacional, o chatbot precisa convidar o usuário para um diálogo.

Tudo isso é claro precisa ser trabalhado de forma natural, humanizada, fluida, como uma conversa cotidiana, longe das mensagens robotizadas que os clientes querem passar longe.

Abaixo alguns exemplos de como utilizar o broadcast.

Divulgar o restaurante com senso de urgência:

Ofertar uma atração e divulgar valores:

Dar avisos importantes:

Pedir feedback.

Divulgar novas opções:

Convidar para um evento:

Informar que o quarto está disponível:

Pode se dirigir ao check-in para retirar as chaves. Seja bem-vindo! Desejamos uma ótima estada! 🤗

Dar desconto ou sugerir um late check-out:

Agradecer um feedback:

Chamar para um passeio:

Além de muitas outras possibilidades que os broadcasts podem oferecer. Se quiser saber mais estratégias de como impactar os clientes com mensagens poderosas e como utilizar de forma criativa o Broadcast, inscreva-se aqui ou acesse nosso site e entre em contato com o time da Guide121.